Free HTML5 Bootstrap Template by FreeHTML5.co

Quatro pilares na evolução tecnológica do RPA (Robotic Process Automation).

Entendendo Automação de Processo com Robô, ou RPA (Robotic Process Automation). A primeira lembrança que vem a nossas mente são robôs físicos semelhantes aos humanos ou de alguma forma que imitem os nossos movimentos. Em RPA um “robô” é um software que realiza processos de negócios ou administrativos. Esse termo RPA, refere-se à configuração do {software, algoritmos ou sistemas} habilitando-o a realizar uma {rotina ou tarefa} feita por um humano. Vale salientar, que o objetivo da RPA não é substituir sistemas ERP/Legados, mas sim contribuir para melhorá a interação com eles, por exemplo: fazendo a integração entre os sistemas de modo a garantir a estabilidade dos mesmo, evitando interrupções ou digitações com informações equivocadas.

Em RPA qualquer colaborador pode aprender a programar um “robô”. É possível programar um robô sem nenhuma linha de código, através de ferramentas disponibilizadas no mercado. Funciona basicamente como uma ferramenta de BPM ( Business Process Management)

Esse “trabalhador virtual” permite automatizar um grande volume de tarefas. Veja exemplos:

  • Gerenciar emails{recebendo, lendo, respondendo} e capturando conteúdos dos anexos
  • Ler arquivos como pdf, planilhas e extrair informações para serem digitadas
  • Iniciar sistemas
  • Mover pastas, documentos, ou arquivos em geral
  • Interagir com sistemas de Gestão (ERP, Sistemas Legado, CRM…)
  • Minerar dados na web, redes sociais
  • Realizar cálculos
  • Inputs em formulários
  • Unir dados de fontes diferentes
  • Extrair e formatar relatórios
  • Nos anos dois mil começa a transforação digital. O surgimento de algumas tecnologias como a o TEF (Transação Eletrônica Financeira) - dedicado via internet, a flexibilidade do POS (Point of Sale) {aquela maquininha que passamos o cartão de crédito}, os monitores com touch ficaram mais acessível {R$$$}, justificando assim o investimento para a implementação de um ponto de terminal self-service de pagamento dos tickets. Foram feitos alguns terminais para testes e validação/aceitação da ideia pelo publico.

    Algumas áreas que destacam-se no uso RPA, abaixo alguns exemplos:

  • Gestão de Pessoal/RH: Administração da folha de pagamento, benefícios, controle de banco de horas, capacitações, despesas diversas.
  • Contabilidade: Inserção de dados, apuração de impostos e processamento de fechamentos.
  • Compras: Análise de cotações, ordens de compras e faturas.
  • Financeira: controles internos de pagamentos, aprovações e recebimentos.
  • A RPA, viverá um novo ciclo de vida nos próximos tempos, como o avanço tecnológico dos softwares e linguagens de programação, haverá uma disseminação ainda mais consistente. Cito agora quatro pilares possíveis dessa evolução:

  • Sistêmica: Com ferramentas de copiar, arrastar e colar, define a configuração do robô.
  • Programável: Soluções via programação, as rotinas implementadas são configuradas vias codificação.
  • Autoaprendizagem: Algoritmos que utilizam dados históricos (se houver), também monitora se os processos mapeados estão sendo realizados.
  • Cognitiva: Utiliza dados estruturados e não estruturados, simulando a digitação de um humano.
  • E neste futuro presente. A RPA irá transformar o relacionamento dos usuários, empresas, dados e robôs. Segundo especialistas, o primeiro momento devem ocorrer um avanço utilizando regras pré-fixadas e dados estruturados. Num segundo momento uma implementação mais robusta tratando dados estruturados através de um processamento de linguagem com análise de processos. E um terceiro processo, ainda mais profundo, um avanço com as linguagens cognitivas, dados estruturados ou não, tornando-os capazes de tomar decisões.

    Após pesquisa realizada, registrou-se. Automatização de mais de 35% de suas transações nas rotinas internas, redução de custo, exatidão da eficiência no processo, conformidade regulamentar, velocidade, confiabilidade, redução de erros e satisfação do cliente. Essas empresas Associated Press, Ascension Health, Xchanging, Leeds Building Society e Telefônica optaram por utilizar o RPA para automatizar processos rapidamente. Para isso foi fundamental o papel e colaboração da TI, ela pode indicar onde o RPA pode ser usado e apoiar na configuração dos robôs.

    Deixo você com a frase do Diretor de Tecnologia Steve Chilton, depois de implantar um projeto de RPA.

    “ Automação de processos robótica é um dos melhores investimentos que já fiz como um diretor de TI. Eu continuo a ver muitas oportunidades em nome do negócio para sustentar esta abordagem. A única coisa a ser cauteloso sobre é para continuar a crescer e responder de forma pragmática, cuidadosa e estruturada de modo a que no futuro próximo não estamos olhando para RPA como um problema que criamos para nós mesmos.” - Steve Chilton Diretor de TI, Hospitais da Universidade de Birmingham NHS - Foundation Trust

    Agradeço por você ter ficado até aqui comigo.

    Grande Abraço [robÓtico]

    :D

    -->